quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

10 amuletos para ter mais sorte

10 amuletos para ter mais sorte

Mais sorte, menos olho-gordo e muito dinheiro no bolso. Quem não deseja isso para 2010? Para ajudar na busca de tanto sucesso, algumas pessoas apelam para amuletos da sorte, ou talismãs, conhecidos por afastar energias negativas e atrair bons presságios aos seus portadores. E não é de hoje que são procurados: eles constam de escritos da Roma e Grécia antigas.

Podem ser usados dentro da carteira, pendurados em correntes, pulseiras ou chaveiros e até mesmo colocados na frente de casas e estabelecimentos, para guardá-los bem. Confira alguns dos amuletos mais populares e seus significados:

FIGA - É um amuleto desde a Roma antiga – mas, naquela época, era usada em cultos à fertilidade e ao erotismo. O dedo polegar seria o órgão masculino, penetrando o feminino. Tal imagem, no imaginário popular, afastaria a infertilidade. Hoje, a crença é de que a figa protege contra mau-olhado, feitiços e influências negativas e garante sorte ao seu portador. Ela pode ser usada em colares, pulseiras ou presas a chaveiros. Pode ser feita em madeira, ouro, outros metais e até em arruda, planta também conhecida por afastar a má sorte. Se você perder um figa, não a procure: ela foi embora com toda a carga negativa que teria recaído sobre você.

ESCAPULÁRIO - É uma corrente com pequenas imagens de santos ou orações em cada uma das pontas. Pode ser feito de barbante ou metais nobres, como ouro. O que importa é a proteção que dá à pessoa que o carrega no pescoço. Há quem faça pedidos ao colocá-lo pela primeira vez, que devem se realizar até que a corrente arrebente.

FERRADURA - É muito usada na zona rural das cidades por ser de fácil acesso aos habitantes, já que a maioria dos cavalos usa ferradura. Normalmente é colocada atrás da porta da casa com as pontas para cima para proteger seus moradores, trazer boa sorte e afastar os maus espíritos. Em versão miniatura, pode ser levada na bolsa ou aplicada em brincos e pulseiras. Na antiguidade, o ferro, sua principal matéria-prima, era temido pelos espíritos negativos. Outra crença é de que seu formato de meia-lua é um forte elemento do esoterismo.

PIMENTA - A Pimenta pode não ser tão popular como um amuleto, mas há quem acredite que ela afasta o azar e a inveja. Tal poder provavelmente se deve ao seu sabor forte e ardido. Se uma pessoa te deseja mal, a pimenta afastaria suas más intenções com a mesma voracidade com que ataca seu paladar. A planta teria o papel de absorver essa energia negativa.

PÉ-DE-COELHO - Algumas pessoas têm receio de usar este amuleto, uma vez que é preciso tirar a pata do coelho (tão fofinho!) para q ele exista. Mas, segundo a crença popular, traz muito dinheiro e sorte para quem a carrega, normalmente em forma de chaveiro ou dentro da bolsa. O coelho é considerado símbolo da fertilidade, um animal inteligente e esperto. Suas patas representam o equilíbrio e o movimento de seu corpo.

ARRUDA - Planta de cheiro desagradável, mas com ótimas propriedades medicinais, a arruda é usada para afastar maus espíritos, mau-olhado e até doenças graves. Segundo a crença popular, seus ramos atraem as vibrações negativas, deixando o ambiente limpo e seus habitantes livres do mal. Na Idade Média, ramos de arruda eram usados para a população se proteger das bruxas, caçadas pela Igreja Católica. Hoje, é usada em ambientes internos e externos ou, em forma de infusão, nos banhos.

COMIGO-NINGUÉM-PODE - Esta planta é perigosíssima, principalmente para crianças e animais. Se estiver ao seu alcance e for mastigada, suas folhas podem causar irritação das mucosas, faringe e laringe, dores, febre e enjôo. Esse poder da comigo-ninguém-pode, no entanto, pode ser usado como proteção às pessoas. Acredita-se que, se um vaso da planta for colocado na frente de casas e estabelecimentos comerciais, pode protegê-los ao absorver energias negativas das pessoas mal-intencionadas que neles adentrarem.

OLHO TURCO OU OLHO GREGO - O olho turco é um amuleto azul muito comum naquele país ("nazar boncuk", na língua original), sendo de lá exportado para o mundo todo. E até no Brasil é possível encontrá-lo em brincos, pulseiras, colares, chaveiros ou pendurados em finas correntes para proteger o lar, o carro ou o ambiente de trabalho. É usado contra mau-olhado e olho-gordo. Na Turquia, as mães colocam o amuleto na roupa dos filhos. Se é encontrado rachado, significa que funcionou e protegeu a criança. Ao carregar um olho turco, toda a energia negativa direcionada a você será atraída pelo amuleto - ainda que seja por meio de um elogio (os turcos acreditam que elogios podem revelar, inconscientemente, inveja).

PATUÁ - Todo brasileiro pelo menos já ouviu falar em patuá, mesmo que não saiba o que exatamente ele é. Muito usado por seguidores do Candomblé, o amuleto é feito de um pequeno saco (de plástico ou pano) com a cor e nome do orixá correspondente, acompanhado de ervas ou outros elementos atribuídos a ele (como conchas e miçangas). Costuma ser usado dentro da roupa, bolsa ou carteira de seu seguidor, que obterá a força e proteção do orixá.

TREVO-DE-QUATRO-FOLHAS - É muito fácil encontrar trevos com três folhas na natureza. Mas, quando a planta aparece com uma folhinha a mais, acredita-se que traga sorte – talvez justamente porque é difícil encontrá-la. Para ter o efeito protetor desejado, deve ser dado de presente. Normalmente, é colocado dentro de carteiras e bolsas, para atrair mais dinheiro.

AGRADECIMENTOS: Bárbara Vilela - http://almamistica.com.br/

Nenhum comentário: